terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Gratidão

“Nas nossas vidas diárias, devemos ver que não é a felicidade que nos faz agradecidos, mas a gratidão é que nos faz felizes.”

Albert Clarke

Oie…

Hoje eu vim falar do meu Diário da Gratidão. Calma! Vou contar como tudo começou.

Pois bem, participei de uma formação na minha área Educação e antes de cada palestra uma das organizadoras fazia um momento de relaxamento e terminava com a palavra “ Gratidão”e essa palavra ficou aqui na minha cachola. Um dia um amigo do meu grupo de casais mandou um link de uma palestra que daria e seria transmitida através do Facebook, assisti a palestra do meu amigo que falava de gratidão  e mais uma vez essa palavra ficou aqui, agora mais forte. Então aproveitei para assistir outras palestras o que me levou ao site da Márcia Luz, onde achei o artigo “Gratidão: 101 motivos para agradecer”. do

Comecei a ser mais grata, principalmente a Deus. Então passeando no blog da Ana do Brincando na minha Casinha, conheci o blog Cantinho da Lu e descobri sobre o diário da gratidão, li e amei a ideia.

Como já era noite, pensei em comprar um caderno na manhã seguinte. Mas, me lembrei de um caderno lindo que havia ganho de presente de uma aluna e então pronto… meu diário já estava garantido.

Comecei a agradecer no dia 25/01 e desde então procuro escrever todos ou quase todos os dias. Me sinto muito mais feliz desde o dia que parei de reclamar de coisas simples e corriqueiras, porque são essas coisas que tornam nossos dias nocivos.

Aprendi a ver as maravilhas que Deus nos proporciona diariamente e quando acontece algo desagradável, aprendi a agradecer pelo aprendizado que posso tirar daquela experiência. Abaixo um exemplo do quanto temos a agradecer.

DSC01783

Agora foto do meu caderno lindo…

WP_20170126_16_46_18_Pro

Então é isso…

Sejamos gratos…

Beijos doces!!!!!

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Planos para 2017… Antes tarde do que nunca…

Oie…
Demorei para postar aqui meus planos para 2017, mas não significa que não os tenha feito. Só me faltou oportunidade para postar aqui.
Fiz minha lista de projetos no último dia de 2016 e a leio sempre para ter firmeza naquilo que preciso buscar para esse ano.
PROJETO DE VIDA 2017
ESPIRITUAL
  • Estreitar meu racionamento com Deus ;
  • Buscar oração diária individual e em casal;
  • Rezar o terço;
  • Ser instrumento de Deus onde quer que eu esteja;
  • Ser capaz de seguir a vontade de Deus (filhos);
SAÚDE
  • Cuidar dos meus problemas emocionais;
  • Praticar atividades físicas;
  • Ter alimentação mais saudável;
  • Fazer um check-up geral ;
  • Tratar meus dentes;
  • Emagrecer;
PROFISSIONAL
  • Ser uma professora melhor ;
  • Iniciar meu curso de psicologia;
  • Ser capaz de modernizar minha metodologia de ensino sem prejudicar os meus alunos;
MINISTERIAL
  • Participar de pastorais na igreja;
  • Firmar-me em uma paróquia;
  • Devolver meu dizimo integralmente;
  • Fazer os votos a comandar de São José;
  • Permanecer firme no ECC;
  • Não faltar às missas dominicais e de preceito;
  • Participar ao menos uma vez por semana da missa;
FINANCEIRO
  • Ser capaz concluir a reforma do apê como eu quero;
  • Ter uma outra fonte de renda;
EMOCIONAL
  • Ser mais carinhosa e paciente com meu esposo ;
  • Ser alegre e grata por tudo que Deus me dá;
  • Ser mais esperançosa com o futuro do Brasil;
  • Ser mais humilde
  • Ser mais caridosa
  • Ser mais responsável.
Além desse projeto eu fiz uma lista de 101 desejos ( faltam espaços para preencher ainda) que vi e amei no blog da Ana Brincando na minha casinha e resolvi fazer, mas esse é um assunto para outro post…
Beijos doces!!!!
FB_20160501_16_30_29_Saved_Picture
Foto retirada do google






quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Qualidades do professor

Oie...
As férias escolares estão acabando para uns e acabou para outros, quando li esse texto da Cecília Meireles, achei pertinente homenagear os professores.

Se há uma criatura que tenha necessidade de formar e manter constantemente firme uma personalidade segura e complexa, essa é o professor.
Destinado a pôr-se em contato com a infância e a adolescência, nas suas mais várias e incoerentes modalidades, tendo de compreender as inquietações da criança e do jovem, para bem os orientar e satisfazer sua vida, deve ser também um contínuo aperfeiçoamento, uma concentração permanente de energias que sirvam de base e assegurem a sua possibilidade, variando sobre si mesmo, chegar a apreender cada fenômeno circunstante, conciliando todos os desacordos aparentes, todas as variações humanas nessa visão total indispensável aos educadores.
É, certamente, uma grande obra chegar a consolidar-se numa personalidade assim. Ser ao mesmo tempo um resultado — como todos somos — da época, do meio, da família, com características próprias, enérgicas, pessoais, e poder ser o que é cada aluno, descer à sua alma, feita de mil complexidades, também, para se poder pôr em contato com ela, e estimular-lhe o poder vital e a capacidade de evolução.
E ter o coração para se emocionar diante de cada temperamento.
 E ter imaginação para sugerir.
E ter conhecimentos para enriquecer os caminhos transitados.
E saber ir e vir em redor desse mistério que existe em cada criatura, fornecendo-lhe cores luminosas para se definir, vibratilidades ardentes para se manifestar, força profunda para se erguer até o máximo, sem vacilações nem perigos. Saber ser poeta para inspirar. Quando a mocidade procura um rumo para a sua vida, leva consigo, no mais íntimo do peito, um exemplo guardado, que lhe serve de ideal.
Quantas vezes, entre esse ideal e o professor, se abrem enormes precipícios, de onde se originam os mais tristes desenganos e as dúvidas mais dolorosas!
Como seria admirável se o professor pudesse ser tão perfeito que constituísse, ele mesmo, o exemplo amado de seus alunos!
E, depois de ter vivido diante dos seus olhos, dirigindo uma classe, pudesse morar para sempre na sua vida, orientando-a e fortalecendo-a com a inesgotável fecundidade da sua recordação.
Fonte: Google



Texto de Cecília Meireles, extraído do livro Crônicas de Educação 3

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Dica de livro: O ciclo da auto-sabotagem

O ciclo da auto-sabotagem

  “Por que repetimos atitudes que destroem nossos relacionamentos e nos fazem sofrer?”

O psicólogo Stanley Rosner e a escritora Patrícia Hermes se uniram para discutir o ciclo da auto-sabotagem que está presente na vida de muitas pessoas afetando vários tipos de relacionamentos. Eles descrevem a tendência de comportamentos repetitivos que tem início na infância e muitas vezes continuam na idade adulta, prejudicando carreira e casamento.

Já o havia lido há uns sete anos atrás, durante meu processo de psicoterapia, na época consegui ver muitos comportamentos que prejudicavam minha vida, graças a Deus e a terapia consegui minimizar algumas atitudes sabotadoras da minha felicidade.

Em uma conversa com uma amiga no fim de 2016  sobre como os comportamentos repetitivos  tendem a nos manter num ciclo vicioso me lembrei do livro e o coloquei na minha lista de leitura para 2017. Aproveitando que precisava passar uns dias na casa da mamãe e o livro estava na estante que mantenho aqui, uni o útil ao agradável e consegui fazer um perfil de alguns comportamentos que ainda teimavam em permanecer se repetindo em minha vida e estou treinando evitá-los.

ROSNER, Stanley e HERMES, Patrícia. O ciclo da auto-sabotagem. Tradução: Eduardo Rieche. 4ª ed. Rio de Janeiro: BestSeller, 2009.

Espere que gostem da sugestão…

Beijo doce!!!!

IMG-20170111-WA0001

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Uma rede e um livro…

Oie,

Como falei antes, estou fazendo algumas reformas no nosso apê, primeiro foi a cozinha e semana passada começamos a reformar o único banheiro da humilde residência. Sem banheiro, sem condições de ficar em casa, então precisamos passar uma temporada na casa da mamãe.

Socorro! Aqui não tem internet e nem TV por assinatura ( já estou movendo meus pauzinhos para dar esse upgrade na casa da mamuska), a principio fiquei deslocada, mas logo aproveitei para ler muito deitada numa rede, tuuudo de bom!

Foram dias proveitosos, já estou no quarto livro, nem todo mal é mal, não é mesmo?

Depois passo aqui para deixar  dicas dos livros que li…

  • O ciclo da auto-sabotagem
  • O reizinho da casa
  • Não conte a ninguém
  • A tríade do tempo

Beijos doces!!!!!

WP_20170119_16_57_29_Pro